quarta-feira, setembro 21, 2016

Uma Forma de Amar os Outros?















Com certeza você já leu em algum feed de notícias – seja no Facebook ou Instagram – que "cozinhar é um método de amar os outros". Sou formado em gastronomia, trabalho há algum tempo em restaurantes e afirmo que cozinhar vai muito mais além, não se traduz em uma simples frase como esta. Quando digo isso, não quero dizer que a frase está totalmente errada, mas que existem pessoas que fazem isso de forma mecânica, estão no automático. Alguns bons exemplos para isso são cozinheiros que conheci na trajetória das cozinhas por onde passei que afirmavam não gostarem de cozinhar, estavam apenas reproduzindo o que lhes fora ensinado, em troca de dinheiro.



Até que ponto?




Uma outra coisa que faz a tal forma de "amar" as pessoas sumir é a falta de um reconhecimento pessoal dos profissionais do ramo gastronômico. Vemos que a demanda por cozinheiros não para de crescer, mas quantos deles não irão se frustrar pelas cozinhas que passarem? Quantos terão seus sonhos apagados por horas exaustivas de trabalho sem um mísero obrigado de seus superiores? 

O clima em uma cozinha profissional não é de glamour, como vemos em alguns programas de televisão. Ali, deixamos suor, lágrimas e depositamos nossa vida de forma quase integral para que um dia, talvez, seja possível chegar em um novo patamar.



Ali, deixamos suor, lágrimas e depositamos nossa vida.



O cozinhar é intrínseco e, assim como a música, a pintura e tantas outras artes que são passadas de geração em geração, não pode ser contida, em sua totalidade, em uma frase.

Mas, reformulando-a um pouco, talvez fique mais próxima do real se expressa assim:


“Cozinhar é também uma forma de amar as pessoas.”



Não esqueçam de comentar e compartilhar nas redes sociais, isso faz uma grande diferença!
Até a próxima. 
  
Meu email: alanalves_19@hotmail.com

Instagram: @pdsblog

quinta-feira, setembro 15, 2016

Ambrosia.














De repente me vejo com trinta anos, engraçado que até ontem eu estava ansioso por fazer 18, e poder fazer o que me desse na "telha" - coisa que todo adolescente pensa. Mas são tempos diferentes, mais corridos e acabam por apagar lembranças de um passado não tão distante.

Sempre que visito a casa de minha mãe, percebo o quanto estou ficando mais responsável e num futuro eu estarei no lugar dela recebendo a visita dos filhos. Tenho dificuldades em me desapegar de coisas que me remetem ao passado que tanto estimo. Quando penso em gastronomia, sempre me lembro de épocas marcantes do “Alan” criança.
Recentemente me peguei pensando em um doce que minha mãe me ensinou quando eu era adolescente, talvez tenha sido meu primeiro contato com a gastronomia de fato. Ambrosia é o nome da sobremesa que, quase sempre tínhamos em nossa casa. Eu ficava feliz quando sobrava leite, e, minha mãe me permitia que eu fizesse a receita.
Anos depois, no último período da faculdade, me vi repetindo a receita que me foi ensinada em casa, agora com retoques - uma releitura. Consegui uma nota muito boa com o resultado final do que foi apresentado. 


Trago hoje um doce que me trás ótimas lembranças, espero que, mesmo sendo tão simples consiga agradar. Projeto Final da Faculdade.


Forte abraço. 


Projeto Final da Faculdade.
Ambrosia de Limão Siciliano
e
Morangos Marinados em Balsâmico.





Ingredientes:


1L de Leite. 

300g de Açúcar.

1 Ovo.

1 Cravo.

1 Cardamomo.

1 Canela em pau.

Suco de um limão. (pode ser substituído por vinagre, utilizando a mesma proporção).





Modo de Preparo:


▪ Ferva o leite e adicione o suco de limão até que consiga talhá-lo por completo.

▪ Passe o ovo por uma peneira fina para tirar a película que o envolve.

▪ Misture o ovo com o açúcar, até ficar bem homogêneo.

▪ Acrescente a mistura ao leite e mexa até dissolver por completo.

▪ Diminua o fogo e mexa de vez em quando.

Caso queira mais escuro, deixe por mais tempo no fogo.





E não se esqueça de postar a foto com a #pdsblog caso faça a receita para que a gente consiga ver. 






Não esqueçam de comentar e compartilhar nas redes sociais, isso faz uma grande diferença!
Até a próxima. 
  
Meu email: alanalves_19@hotmail.com

Instagram: @pdsblog


sábado, agosto 27, 2016

Comendo Fora #4













Eram bodas de barro*, e estávamos à procura de um lugar legal e acessível pra comemorarmos. Quando eu como fora, sempre espero algo no mínimo simples, mas bem executado e apresentado. Desta vez, não foi diferente: estávamos comemorando mais um ano de casados e queríamos sair do trivial, logo, escolhemos frutos do mar.
Quando éramos namorados, certa vez fomos ao Siri, restaurante de frutos do mar localizado na Ilha do Governador. Na época, tivemos uma experiência bastante simplória – estávamos com pouco dinheiro –, porém agradável. Prometemos um ao outro que, um dia, ainda iríamos voltar e aproveitar melhor o restaurante.
Anos depois, agora casados, ficamos tentados a retornar, entretanto, escolhemos o restaurante Siri situado em um shopping da Zona Norte do Rio. Sempre passei pela porta desse estabelecimento e nunca tinha dado tanto crédito a ele, que aparentava ser pequeno quando visto de fora.